Concurso para   Obtenção do Título de
Especialista em Citopatologia
1997
Prova Teórica



INSTRUÇÕES PARA OS CANDIDATOS:

Esta prova é composta por 75 questões com 5 opções, sendo apenas uma correta e mais 5 testes dissertativos. Responda com atenção na própria pergunta. Se houver equívoco, anule claramente a opção e assinale indubitavelmente a outra escolha.

Nos testes dissertativos, procure ser claro e conciso. Não há necessidade de grandes explanações.

 

PRESIDENTE DA S.B.C.: Elias Fernando Miziara (DF)

 

COORDENADOR CIENTÍFICO: Fernando Carlos Schmitt (SP)

Esta prova foi composta a partir de contribuições dos seguintes componentes da Diretoria e Presidentes dos Capítulos:

Brígida Ponciano (RJ)

Carlos Alberto Ribeiro (MG)

David Alves Batista (PI)

Elias Fernando Miziara (DF)

Elza Baia de Brito (PA)

Estefania Mota Araripe (CE)

Fernando Carlos Schmitt (PO)

Leon Cardeman (RJ)

Nélia M.Cunha Ruas (BA)

 

SELEÇÃO E MONTAGEM: Fernando Carlos Schmitt (PO)

 

REVISÃO FINAL: Brígida Ponciano (RJ)

Elias Fernando Miziara (DF)

Lucilia Zardo (RJ)

Norma Império Meirelles (RJ)

 

 

TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CITOPATOLOGIA - 1997

PROVA TEÓRICA

 

NOME:_____________________________________________

 

Sr. candidato:

Leia com atenção antes de responder.

Cada questão tem apenas um quesito correto.

 

1. O carcinoma in situ origina-se mais frequentemente em uma região do colo uterino que normalmente é revestido pelo seguinte tipo de epitélio:

a) Cuboidal simples

b) Colunar simples

c) Colunar pseudoestratificado

d) escamoso não queratinizante

e) escamoso queratinizante

 

2. A maior parte dos carcinomas epidermóides queratinizantes metastáticos diagnosticados citologicamente em efusões serosas são tumores primários do(a):

a) esôfago

b) pulmão

c) cabeça e pescoço

d) colo uterino

e) pele

 

3. Células neoplásicas no líquido pleural de uma mulher sem história clínica de câncer são mais provavelmente metastáticas do(a):

a) mama

b) ovário

c) colo uterino

d) pulmão

e) estômago

 

4. São achados citológicos no escarro que podem sugerir o diagnóstico de asma brônquica:

a) macrófagos com hemossiderina, espirais de Curshmann, linfócitos e corpos de Creola

b) ciliocitoftoria, corpos asteróides, histiócitos epiteliódies e macrófagos

c) escamas córneas, debris necróticos, espirais de Curshmann e corpos amiláceos

d) corpos de Creola, eosinófilos, espirais de Curshmann e cristais de Charcot-Leyden

e) espirais de Curshmann, cristais de Charcot-Leyden, corpos asteróides e macrófagos

 

5. Paciente de 55 anos com adenocarcinoma endometrial, tratada por histerectomia mais anexectomia seguida de radioterapia complementar. O exame citológico atual mostra padrão de células intermediárias com citólise. A melhor explicação para este padrão cito-hormonal deve-se a produção persistente de qual hormônio?

a) androgênio

b) progesterona

c) gonadotrofina

d) cortisona

e) hormônio folículo-estimulante

 

6. A complicação mais frequente em punção aspirativa do pulmão é:

a) hemoptise

b) pneumotórax

c) efusão pleural

d) disseminação tumoral

e) arritmia cardíaca

 

7. Quantos corpúsculos de Barr devem ser observados nos núcleos celulares de um paciente com um cariótipo XXXY ?

a) Um

b) Dois

c) Três

d) Quatro

e) Nenhum

 

8. Em pacientes com história de amenorréia primária o citologista deve procurar por:

a) Carcinoma oculto

b) Corpúsculo de Barr

c) Células endometriais

d) Gonococos

e) Herpes

 

9. Uma paciente pós-menopausa em uso de terapia hormonal de reposição com estrogênios em baixas doses, provavelmente exibirá o seguinte padrão citológico:

a) Predomínio de células superficiais com poucas células intermediárias

b) Metade de células intermediárias e metade de células superficiais

c) Metade de células intermediárias e metade de células parabasais

d) Predomínio de células intermediárias

e) Predomínio de células parabasais

 

10. Em esfregaços obtidos do sulco bálano-prepucial de pacientes com lesões de HPV, a alteração predominante será:

a) Disceratose

b) Hipercromatismo

c) Citomegalia

d) Binucleação

e) Coilocitose

 

11. Marcada vacuolização citoplasmática é encontrada em todas situações abaixo, exceto:

a) Adenocarcinoma endometrial

b) Células endometriais pós-curetagem

c) Histiócitos contendo substâncias lipoidicas

d) Pós-irradiação

e) Metaplasia escamosa madura

 

12. Paciente feminina, 19 anos, apresenta volumosa tumoração abdominal no epigástrio. Ultrassom e Tomografia Computadorizada revelam tumoração retro-gástrica, de aspecto heterogêneo, com áreas sólidas e císticas, de provável localização pancreática. Foi submetida a citologia aspirativa, que revelou celularidade abundante, constituída por fragmentos papilares de células coesas, com núcleos uniformes e regulares, nucléolos proeminentes. Coloração pelo Giemsa demonstrou material mucóide no fundo do esfregaço. O diagnóstico mais provável é:

a) Adenocarcinoma bem diferenciado muco-secretor

b) Tumor de células da ilhota

c) Tumor sólido-cístico pseudo-papilifero do pâncreas

d) Adenocarcinoma seroso papilifero

d) Mesotelioma epitelial papilifero

 

13. A presença de células endometriais benignas no esfregaço cérvico-vaginal de uma mulher na pós-menopausa obriga:

a) a um estreito seguimento da paciente

b) uma repetição do esfregaço

c) uma biópsia

d) uma dilatação e curetagem uterina com exame histológico

e) uma avaliação hormonal detalhada

 

14. Em um esfregaço cérvico-vaginal de uma paciente apresentando lesões ulcerativas, do tipo afta, em cavidade bucal e na vagina, espera-se encontrar:

a) Exsudato purulento, fibrina, hemácias e células epiteliais.

b) Inclusões basofílicas intra-nucleares, circundadas por halo claro.

c) Placas de células epiteliais com inúmeros filamentos de tipo pseudo-hifas.

d) Células epiteliais escamosas multinucleadas, com amoldamento e cromatólise.

e) Inclusões citoplasmáticas com membrana nítida, eosinofílicas e perinucleares.

 

15. Quais os critérios que nos faz diferenciar a tumefação nuclear degenerativa da tumefação nuclear da hiperfunção?

a) Volume do núcleo

b) Diminuição do nucléolo

c) Cariorrexis

d) Hipercromasia do núcleo

e) Destruição da membrana nuclear

 

16. Em relação a citologia aspirativa de tireóide é incorreto afirmar que:

a) Quando corada pelo Giemsa permite demonstrar sinais citológicos de hiperfunção

b) Permite o diagnóstico pré-operatório de carcinoma papilífero

c) É limitada na distinção entre adenoma e carcinoma folicular

d) Permite o diagnóstico pré-operatório de carcinoma medular

e) É limitada na distinção entre tireoidite granulomatosa e tireoidite de Hashimoto

 

17. O iodo radioativo pode determinar alterações morfológicas da tireóide que são:

a) Hipertrofia das células foliculares

b) Sinal em "chama de vela"

c) Atrofia de células foliculares

d) Tireoidite com sinais de hiperfunção

e) Granulação citoplasmática degenerativa

 

18. Citologia de lesão cutânea mostrou células escamosas isoladas, com núcleos hipercromáticos e citoplasma mostrando condensação periférica dando um aspecto arrendondado para as células. O diagnóstico mais provável é:

a) Pênfigo

b) Carcinoma basocelular

c) Infecção herpética

d) Molusco contagioso

e) Carcinoma epidermóide

 

19. São virus RNA exceto:

a) Picornavirus

b) Papovavirus

c) Reovirus

d) Arbovirus

e) Paramixovirus

 

20. Em relação a citologia aspirativa de glândulas salivares é incorreto afirmar que:

a) no carcinoma adenóide-cístico observam-se glóbulos vermelhos ou róseos bem definidos pela coloração de Giemsa

b) adenoma de células basais deve entrar no diagnóstico diferencial de carcinoma adenóide-cístico

c) na punção dos tumores de células de Warthin não é esperado obter-se material cístico

d) o estroma dos tumores mistos é metacromático pela coloração de Giemsa

e) a coloração de Papanicolaou é útil no diagnóstico dos carcinomas muco-epidermóides

 

21. Os tipos de papilomavirus humano 6 e 11 são encontrados:

a) Em verrugas do tipo acuminado

b) Em displasias severas

c) Em carcinomas invasores do colo

d) Em lesões sub-clínicas

e) Nos carcinomas in situ

 

22. Qual dos seguintes quadros citológicos descritos abaixo não é consistente com alterações reparativas:

a) Células parabasais com aumento do volume nuclear, exsudato inflamatório e fundo basofílico granular grosseiro.

b) Grupos de células escamosas com discreto aumento do volume nuclear, cariopicnose, nucléolos múltiplos e proeminentes e citoplasma com halo perinuclear.

c) Células glandulares, em pequenos agrupamentos, com vacúolos citoplasmáticos, cromatina homogênea e nucléolos evidentes.

d) Células escamosas, em pequenos agrupamentos, com discreta hipercromasia, nucléolos múltiplos e proeminentes.

e) Células isoladas, hipercromáticas, com carioteca irregular, exsudato inflamatório e citoplasma queratinizado.

 

23. Em relação as clamídias, assinale a alternativa incorreta:

a) São parasitas energéticos contendo tanto RNA como DNA, obtendo o ATP das células hospedeiras

b) Os tipos A e K são os responsáveis pela infecção genital

c) São pequenos cocos gram negativos intracelulares obrigatórios

d) Os corpúsculos elementares são a forma de transporte extracelular e são altamente infectantes

e) Morfologicamente as clamidias se apresentam sob duas formas: corpúsculo elementar e corpúsculo reticulado

 

24. Em relação às alterações radioterápicas observadas em citologia cérvico-vaginal é correto afirmar que:

a) Não ocorrem em células endocervicais.

b) Em geral desaparecem após 6 meses de interrupção do tratamento.

c) Permitem avaliar o prognóstico clínico quanto a evolução do caso.

d) Podem induzir ao aumento do volume celular, pleomorfismo e multinucleação.

e) Quadro semelhante não pode ser induzido por quimioterápicos.

 

25. Nas técnicas de coloração de citopatologia o carbonato de lítio é usado para:

a) Equilibrar o pH

b) Remover o excesso de hematoxilina

c) Tornar o núcleo mais escuro

d) Permitir melhor afinidade dos corantes com o citoplasma

e) Estabilizar os corantes

 

26. Em relação as atipias em células escamosas de significado não determinado ("ASCUS"), é correto afirmar que:

a) A presença de células parabasais isoladas, com irregularidade de membrana nuclear e hipercromasia caracterizam um dos quadros citológicos enquadrados neste diagnóstico.

b) O seguimento citológico da maioria das mulheres com esse diagnóstico citológico irá demonstrar lesões intraepiteliais escamosas de alto grau.

c) Quando usado com critério este diagnóstico citológico não deve exceder de 2 a 3 vezes os diagnósticos de lesões intraepiteliais escamosas.

d) Corresponde aos quadros citológicos anteriormente descritos como de paraceratose.

e) Não são descritos em esfregaços de mulheres na pós-menopausa.

 

27. Assinale a alternativa incorreta:

a) As células de reserva são um tipo de células primitivas, situadas por baixo do epitélio cilindrico endocervical, com capacidade de diferenciação.

b) As células de reserva podem diferenciar-se em células cilindricas maduras ou transformar-se em células escamosas via hiperplasia de células de reserva e metaplasia

c) Não existe relação entre células de reserva, metaplasia e carcinoma in situ

d) As células metaplásicas imaturas se observam com dupla frequência em lesões displásicas com progressão à carcinoma

e) Existe uma relação estreita entre hiperplasia de células de reserva e metaplasia imatura

 

28. Segundo as recomendações do Sistema Bethesda uma adequada representação da zona de transformação/endocervical consiste de:

a) Cerca de 10% de células do esfregaço correspondentes a células endocervicais ou metaplásicas bem preservadas.

b) Dois grupamentos de células endocervicais e/ou metaplásicas bem preservadas, cada grupo com pelo menos 5 células.

c) Dois grupamentos de células endocervicais bem preservadas através de toda a lâmina.

d) Presença de células endocervicais independente de sua quantidade.

e) Cerca de 50% das células do esfregaço correspondentes a células endocervicais ou metaplásicas.

 

29. Em relação as células glandulares do endométrio podemos afirmar, exceto:

a) São células cilindricas observadas normalmente nos esfregaços cérvico-vaginais

b) São células pequenas, variando da metade a 2/3 do tamanho das células endocervicais

c) O aparecimento de células endometriais normais no esfregaço cérvico-vaginal tem relação com a fase do ciclo menstrual e o método de colheita

d) Durante a fase secretoria as células glandulares são maiores especialmente devido ao citoplasma vacuolizado abundante

e) Durante a fase proliferativa as células glandulares se caracterizam por possuir nucleos densos de cromatina compacta

 

30. Esfregaço citológico cérvico-vaginal contendo células escamosas de tipo superficial com núcleos de cromatina densa, por vezes binucleadas, halo perinuclear com borda densa de citoplasma em torno, deve ser classificado de acordo com as recomendações da Sociedade Brasileira de Citopatologia como:

a) Alterações citopáticas devido a infecção pelo Papilomavirus

b) Classe III - Displasia Leve

c) Alteração de células escamosas de significado não determinado ("ASCUS")

d) Lesão intraepitelial escamosa de baixo grau

e) Neoplasia intraepitelial cervical Grau I

 

31. Quais das seguintes patologias um exame citológico de urina miccional tem menor probabilidade de detectar:

a) Papiloma

b) Malacoplaquia

c) Alterações quimioterápicas

d) Carcinoma in situ

e) Carcinoma recidivante

 

32. Os principais critérios citológicos que permitem o diagnóstico diferencial entre uma lesão intraepitelial escamosa de alto grau de um carcinoma epidermóide invasivo são:

a) Presença de pleomorfismo mais acentuado nos carcinomas.

b) Presença de mitoses nas células do carcinoma invasivo.

c) Presença de paraqueratose polimorfa e macronucléolos.

d) Presença de nucléolo e diátese tumoral.

e) Presença de hipercromasia mais acentuada nas lesões intraepiteliais escamosas

 

33. Em relação ao carcinoma da mama hereditário podemos afirmar que:

a) O gene BRCA 1, isolado no cromossoma 13, confere susceptibilidade ao carcinoma da mama feminino, masculino e carcinoma do ovário

b) Os genes BRCA 1, BRCA 2 e c-erbB2 estão envolvidos na patogênese do carcinoma da mama hereditário.

c) Os genes BRCA 1, BRCA 2, p53 e da Ataxia Teleangectásica são alguns dos genes implicados nos carcinomas familiares da mama

d) O gene BRCA 2, isolado no cromossoma 17, confere susceptibilidade aos carcinomas da mama e do ovário

e) A síndrome de Li-Fraumeni confere susceptibilidade ao câncer da mama devido a alterações no BRCA 2.

 

34. A alteração genética de paciente que possui células com padrão cromossômico diferente, proveniente de dois zigotos diferentes, denomina-se:

a) hiperploidismo

b) quimerismo

c) hipoploidismo

d) isocromismo

e) mosaicismo

 

35. O Papilomavírus humano têm um papel central na etiologia do câncer cervical. Em relação a este vírus, qual das afirmativas abaixo é incorreta:

a) As infecções pelo HPV de tipo 6 ou 11 progridem raramente para lesões de alto grau.

b) O HPV 16 é o tipo mais prevalente em todo o mundo, tanto em epitélios normais como nas neoplasias.

c) A técnica de hibridização in situ é o método de maior sensibilidade em sua detecção.

d) As infecções clinicamente aparentes apresentam maior frequência durante a gravidez.

e) Em clínicas de doenças sexualmente transmissíveis a prevalência de achados citológicos típicos de infecção pelo HPV é de 8 a 13% das mulheres examinadas.

 

36. Qual das seguintes características celulares é mais útil no diagnóstico diferencial entre carcinomas gástricos e atipias epiteliais associadas com úlceras pépticas e refluxo gastro-esofágico:

a) aumento nuclear associado com cromatina grosseira

b) aumento nuclear associado com hipercromasia

c) aumento nuclear associado com nucléolos múltiplos proeminentes

d) irregularidades na distribuição da cromatina e bordas nucleares

e) presença de fragmentos tissulares

 

37. Recentemente foram desenvolvidos vários sistemas de automação em citologia para análise de esfregaços convencionais corados pelo Papanicolaou. As primeiras investigações acerca desses sistemas sugerem que eles podem ser úteis:

a) na indicação de casos que devem ser biopsiados

b) em controle de qualidade e indicações de biópsia

c) redução de falsos positivos

d) na substituição do screening humano

e) em controle de qualidade

 

38. Paciente de 65 anos, menopausada, mostra na citologia cérvico-vaginal o seguinte quadro: predomínio de células superficiais, grupos de células pequenas com desproporção núcleo-citoplasmática, citoplasma escasso e vacuolizado e núcleos com nucléolos proeminentes. A principal suspeita diagnóstica é:

a) Tumor mulleriano misto

b) Carcinoma epidermóide invasivo

c) Adenocarcinoma do endométrio

d) Neoplasia intraepitelial cervical grau III

e) Adenocarcinoma da endocérvice

 

39. Em relação aos tumores ovarianos, é correto afirmar que:

a) Os tumores mucinosos são menos comuns que os serosos e são bilaterais em apenas 10 a 20% dos casos.

b) Os tumores serosos são derivados do epitélio celômico, podem ter corpos psamomatosos e raramente são bilaterais

c) Os tumores endometrióides são quase sempre benignos e derivam do epitélio celômico

d) Os tumores de células claras são tumores germinativos, frequentemente sólidos e bilaterais

e) Tumores citologicamente benignos mas com crescimento exofítico na superfície do ovário devem ser considerados no mínimo como borderline.

 

40. O estudo ultraestrutural de uma célula de Hurthle da tireóide revelará um citoplasma rico em:

a) Melanossomos

b) Mitocôndrias

c) Grânulos de neurosecreção

d) Lisossomas

e) Aparelho de Golgi

 

41. Assinale a alternativa correta:

a) A maior incidência de adenocarcinoma in situ de endocérvice está na quinta década.

b)É anormal a descamação de células endometriais entre o sexto e décimo dias do ciclo.

c) As células endocervicais não sofrem alterações à agentes inflamátorios.

d)Pode ser díficil diferenciar adenocarcinoma in situ de carcinoma epidermóide in situ.

e)A gradação de diferenciação nos adenocarcinomas não está relacionada à alterações nucleares.

 

42. Estudos epidemiológicos da relação HPV e câncer genital demonstram que as afirmativas abaixo são válidas, exceto:

a) Em clínicas de doenças sexualmente transmissíveis a prevalência de achados citológicos típicos de infecção pelo HPV é de 8 a 13% das mulheres examinadas

b) Em pacientes com citologia negativa para HPV os métodos baseados no DNA identificam o vírus em menos de 1% dos casos

c) Os estudos revelam maiores índices de infecção nas mulheres entre os 20 e 24 anos de idade

d) As infecções clinicamente aparentes apresentam maior frequência durante a gravidez

e) As infecções pelos virus de tipo 6 e 11 progridem raramente para lesões de tipo alto grau

 

43. Em relação a coloração de Giemsa é incorreto afirmar que:

a) produz um detalhe mais preciso da cromatina nuclear

b) identifica com facilidade o estroma dos adenomas pleomórficos da glândula salivar

c) uma das vantagens do seu uso em punção aspirativa é devido a possibilidade de identificar metacromasia das células e substâncias mucóides

d) permite a identificação dos corpos linfo-glandulares nas punções de tecido ou neoplasia linfóide

e) deve ser utilizado em punção de tireóide pois permite identificar sinais de hiperfunção em casos de hipertireoidismo

 

44. Em relação aos tumores mullerianos mistos malignos do útero é correto afirmar que:

a) São tumores frequentes na faixa etária entre os 20 e 40 anos.

b) São tumores formados por um componente glandular benigno e um componente mesenquimal maligno.

c) São tumores formados por um componente glandular maligno e um componente mesenquimal benigno.

d) São tumores com comportamento local agressivo mas que não metastatizam.

e) São tumores que embora tenham fenótipo misto parecem originar-se de células epiteliais.

 

45. Paciente de 17 anos de idade queixando-se de dor e tumoração no joelho. Ao RX, extensa área de destruição óssea na metáfase proximal da tíbia com invasão de partes moles. O aspirado citológico mostrou células pleomórficas, alguns com núcleo excêntrico deslocado para periferia, material metacromático corado pelo Giemsa e células gigantes multinucleadas tipo osteoclastos. O diagnóstico mais provável é:

a) Osteoblastoma

b) Osteoma osteóide

c) Mieloma

d) Sarcoma de Ewing

e) Osteossarcoma

 

46. Em relação a citometria de DNA é incorreto afirmar que:

a) pode ser realizada tanto em suspensões celulares, como em esfregaços em lâminas.

b) material previamente corado pelo Giemsa não pode ser utilizado para esta análise.

c) pode ser útil na distinção entre molas hidatiformes parciais e completas.

d) lesões pré-neoplásicas como as hiperplasias ductais da mama podem mostrar aneuploidia.

e) costuma-se observar mais aneuploidia na citometria estática do que na de fluxo quando comparamos as mesmas amostras.

 

47. Dentre as variáveis relacionadas abaixo, assinale o grupo que melhor representa os fatores prognósticos bem estabelecidos para o carcinoma de mama:

a) Tamanho do tumor, tipo e grau histológico, status da axila, receptores hormonais, índice proliferativo.

b) Tamanho do tumor, receptores hormonais, p53, c-erbB-2, angiogênese e índice proliferativo.

c) Tipo histológico, status da axila, receptores hormonais, p53, c-erbB-2 e angiogênese.

d) Tamanho do tumor, tipo e grau histológico, status da axila, receptores hormonais, p53, c-erbB-2, índice proliferativo e angiogênese.

e) Tamanho do tumor, tipo e grau histológico, status da axila, expressão do p53.

 

48. Em relação a citologia aspirativa da mama é incorreto afirmar que:

a) A presença de células inflamatórias, células gigantes e células metaplásicas em punção de nódulo retro-mamilar é compatível com o diagnóstico de abscesso retroareolar recidivante

b) O padrão "grupos celulares com arranjo papilífero" deve ser sempre complementado por verificação histológica

c) Carcinoma lobular pode ser facilmente diagnosticado citologicamente

d) Doença cística caracteriza-se pela presença de macrófagos e células com metaplasia apócrina

e) Técnica inadequada de punção, carcinomas cirrosos e carcinomas em meio a lesões benignas são causas de falso negativo em punção de mama

 

49. Em um esfregaço corado pelo Papanicolaou você deseja realizar a pesquisa de receptores de estrógeno através de imunocitoquimica. Para descorar a lâmina deve ser usado:

a) ácido acético

b) ácido clorídrico

c) xilol

d) o uso de qualquer substância removedora impedirá a realização da imunocitoquimica

e) tripsina

 

50. Em relação a citologia de expectoração de pacientes com tuberculose pulmonar, é correto afirmar que:

a) Histiócitos epitelióides e granulomas são detectados em mais de 90% dos casos.

b) Linfócitos não são observados.

c) Em mais de 70% dos casos identificam-se células gigantes multinucleadas.

d) Frequentemente o quadro citológico é inespecífico com predomínio de neutrófilos.

e) BAAR é detectado em citoinclusão corada pelo Ziehl-Nielsen em menos de 1% dos casos.

 

51. A objetiva de imersão do microscópio óptico é a de:

a) 10

b) 40

c) 100

d) 200

e) 1000

 

52.Em relação aos tumores uroteliais, qual das afirmativas abaixo não é verdadeira:

a) São muito recidivantes

b) A maioria são papilíferos

c) O seu grau de atipia não está relacionado com o potencial de produção de metástases

d) A mucosa aparentemente normal na periferia do tumor frequentemente é sede de lesões microscópicas.

e) São frequentemente multifocais

 

53. Qual o padrão citológico mínimo para o diagnóstico de carcinoma prostático bem diferenciado:

a) células prostáticas com grânulos vermelhos no citoplasma

b) células prostáticas invadindo espaço perineural

c) grupos de células prostáticas com núcleo pequeno e redondo

d) células prostáticas em microácinos

e) células prostáticas grandes, isoladas, pleomórficas e bizarras.

 

54. Paciente feminina de 25 anos com volumosa massa tumoral retrofaríngea, foi submetida a punção guiada pela tomografia. O quadro citológico mostra neoplasia constituída por células fusiformes isoladas e grupamentos de células com arranjos epitelióides. A imunohistoquímica mostra positividade para citoqueratina e vimentina e o estudo citogenético molecular mostra translocação X,18. O diagnóstico mais provável é:

a) Carcinossarcoma

b) Linfoepitelioma

c) Tumor misto maligno de tipo glândula salivar

d) Sarcoma sinovial

e) Fibrossarcoma

 

55. Em relação a citologia dos tumores do sistema nervoso central, é incorreto afirmar que:

a) Ependimoma deve ser diferenciado de adenocarcinoma em citologia do líquor

b) Presença de células ependimárias no liquor são diagnósticas de tumores cerebrais primitivos.

c) O exame citológico do líquor tem boa acuidade na detecção de recidiva de meduloblastomas

d) Células dos gliomas podem conter pigmento melânico.

e) Citologia de meningite viral é caracterizada pela presença de linfócitos ativados, plasmócitos e monócitos.

 

56. Em relação a citologia de derrames cavitários ricas em linfócitos de aparência madura, é incorreto afirmar que:

a) Quando há predomínio de linfócitos B o infiltrado é muito provavelmente reativo

b) A proporção de 3:1 na determinação das cadeias kappa e lambda é considerada como limite na determinação da clonalidade

c) Podem representar neoplasias como linfomas/leucemias linfocíticas bem diferenciadas e processos reacionais como tuberculose.

d) A pesquisa de monoclonalidade por citometria de fluxo pode ser útil na distinção entre processos neoplásicos e reativos.

e) Quando associados à diferenciação plasmocitóide com multinucleação e atipias podem representar envolvimento cavitário por mieloma múltiplo

 

57. Punção aspirativa de gânglio linfático mostra neoplasias constituída principalmente por células com citoplasma amplo e núcleo de cromatina clara com nucléolos aderidos a membrana nuclear. O diagnóstico mais provável é:

a) Linfoma centroblástico

b) Linfoma de Hodgkin

c) Linfoma imunoblástico

d) Linfoma linfocítico

e) Linfoma centrocítico

 

58. Em relação ao carcinoma de próstata é incorreto afirmar que:

a) A citologia de secreção prostática tem muito baixa sensibilidade em sua detecção.

b) Em estadios avançados pode mostrar mutações no gene p53

c) Pode ser distinguido de células da vesícula seminal em citologia aspirativa, devido a presença de grânulos acastanhados no citoplasma das células vesicais.

d) Pode sofrer extensa metaplasia pavimentosa após tratamento hormonal

e) Quando confinados a próstata e formados por múltiplos nódulos são estadiados como A2.

 

59. Em colpocitologia hormonal, os índices de eosinofilia, picnose e de Frost, são conjuntamente usados na avaliação do trofismo vaginal. Relacione estes índices, ao provável dia do ciclo menstrual:

a) IE-36% IP-56% IMC 000/044/056 - 12º DC

b) IE-10% IP-23% IMC 000/077/023 - 14º DC

c) IE-44% IP-66% IMC 000/034/066 - 28º DC

d) IE-77% IP-81% IMC 000/019/081 - 23º DC

e) IE-03% IP-00% IMC 020/080/000 - 07º DC

 

60. Em relação a citologia do líquido amniótico é correto afirmar que:

a) a presença de escamas anucleadas é indício de sofrimento fetal

b) o Shorr é a coloração de rotina utilizada neste exame

c) a presença de células cilíndricas ciliadas é indício de morte fetal

d) células de tipo "parabasal-like" observadas nesta citologia são provavelmente derivadas do amnio

e) não permite avaliar a maturidade fetal

 

61. Paciente de 65 anos, com duas massas intracranianas bem delimitadas cujo exame citológico do liquor mostra células atípicas isoladas, com núcleo central e nucléolo proeminente. Estudo imunocitoquímico revela positividade destas células para proteína S100 e negatividade para proteína fibrilar glial e citoqueratina. Este quadro sugere o diagnóstico de:

a) Envolvimento do SNC por linfoma

b) Glioblastoma multiforme

c) Tumor maligno de bainhas nervosas

d) Melanoma metastático

e) Adenocarcinoma pouco diferenciado metastático

 

62. Se desejarmos determinar os receptores de estrogênio em citologia aspirativa da mama o método mais prático e eficaz de tratarmos este material será:

a) fixar imediatamente em álcool 95

b) deixar secar ao ar e posteriormente fixar em acetona gelada

c) fixar imediatamente no Carnoy

d) deixar secar ao ar e armazenar a -4C

e) submeter o esfregaço a técnica imunocitoquímica no máximo até 24 hs após a coleta

 

63. Criança de 5 meses com tumoração retroperitoneal. Citologia aspirativa mostra quadro celular monótono, com células fusiformes e núcleos de cromatina frouxa com pequenos nucléolos. Fundo limpo. As colorações imunocitoquímicas mostram positividade para vimentina e negatividade para citoqueratinas e S 100. O diagnóstico mais provável é:

a) Neuroblastoma

b) Nefroblastoma

c) Schwanoma

d) Nefroma mesoblástico congênito

e) Tumor rabdóide

 

64. Em relação aos tumores de testículo assinale a correlação correta:

a) Tumoração testicular - contra-indicação de punção aspirativa - disseminação tumoral

b) Seminoma - Fosfatase alcalina placentária - boa resposta radioterápica

c) Carcinoma embrionário - gonadotrofina coriônica - disseminação linfática

d) Teratomas - quase sempre benignos - frequentemente cisticos

e) Coriocarcinoma -alfafetoproteína - disseminação hematogênica

 

65. Em relação aos tumores musculares lisos do corpo uterino, é correto afirmar que:

a) Embora possuam morfologia de músculo liso não costumam expressar alfa-actina.

b) O pleomorfismo nuclear é o critério principal para definir seu comportamento biológico.

c) São mais frequentemente malignos.

d) Frequentemente possuem receptores hormonais.

e) O achado de necrose hemorrágica é suficiente para classificá-los como malignos

 

66. Em relação a citologia pulmonar, é incorreto afirmar que:

a) A positividade do exame de escarro em pacientes com carcinoma de pulmão, considerando-se uma única amostra é de cerca de 40 a 60%

b) O escarro pós-broncoscopia apresenta uma taxa de positividade maior que o colhido antes da broncoscopia.

c) A concordância do diagnóstico cito-histológico em citologia pulmonar é de apenas 30%

d) A maior dificuldade no diagnóstico diferencial de neoplasias pulmonares na citologia é entre carcinoma epidermóide pouco diferenciado e carcinoma de grandes células

e) É possível fazer o diagnóstico de carcinoma de pequenas células em citologia de lavado brônquico.

 

67. Em relação as patologias benignas da mama podemos afirmar que:

a) Pacientes com biópsia prévia de adenose esclerosante tem maior risco de desenvolvimento de carcinoma da mama

b) Hiperplasia pseudoangiomatosa do estroma é uma lesão provavelmente de etiologia hormonal e seu aparecimento está restrito a mama feminina

c) Mastopatia diabética é caracterizado pela presença de infiltrado inflamatório que está restrito as unidades lobulares

d) As hiperplasias epiteliais ductais podem apresentar algumas das características fenotípicas e genotípicas dos carcinomas mamários

e) Os cistos mamários em geral resultam de dilatações dos grandes ductos

 

68. Paciente do sexo masculino, 60 anos com massa tumoral bem delimitada na mama. Citologia aspirativa mostra população celular constituída por células fusiformes, de aspecto homogêneo, sem atipias. Os núcleos exibiam cromatina frouxa, nucléolos inconspícuos e por vezes observavam-se fendas intranucleares. O diagnóstico mais provável é:

a) Metástase de carcinoma papilar da tireóide

b) Carcinoma ductal infiltrante

c) Miofibroblastoma

d) Fibromatose

e) Tumor de células granulares

 

69. Em relação aos carcinomas de pulmão é correto afirmar que:

a) Os carcinomas neuroendócrinos são sempre de pequenas células.

b) O padrão cromatínico e nucleolar são os detalhes citológicos mais importantes na definição dos carcinomas de pequenas células.

c) Os carcinomas adenoescamosos são bastante frequentes e seu diagnóstico depende da realização de vários cortes histológicos que mostrem áreas focais de diferenciação.

d) Alterações cromossômicas do cromossoma 17 são um achado frequente nos carcinomas de pulmão.

e) Os carcinomas originados em cicatriz são frequentemente do tipo bronquíolo-alveolar.

 

70. Em relação a citologia aspirativa de gânglios linfáticos é incorreto afirmar que:

a) Permite o diagnóstico diferencial entre carcinoma da nasofaringe e linfoma

b) A coloração de Giemsa é preferencial para classificar os linfomas não-Hodgkin

c) Permite subclassificar os linfomas de Hodgkin

d) Hiperplasias linfóides devem ser distinguidas dos linfomas de baixo grau

e) Permite o diagnóstico e instalação imediata da conduta nos linfomas de alto grau

 

71. Qual das afirmativas abaixo relacionadas sobre a ação carcinogenética do HPV não é verdadeira:

a) O HPV é capaz de estabelecer a progressão da carcinogênese

b) O tabagismo é co-fator importante

c) Os genes E6 e E7 são capazes de se ligarem ao p53

d) O HPV é eficiente agente transformador de células de roedores em cultura

e) O HPV exibe tropismo acentuado e específico para os epitélios escamosos

 

72. Assinale a alternativa correta:

a) Ácido clorídrico é eficiente na lise de esfregaços hemorrágicos

b) A coloração de Feulgen é utilizada para coloração de proteínas ribossômicas

c) Hemáceas de tonalidade esverdeada na coloração de Papanicolaou em geral estão associadas a anemia perniciosa

d) Ácido acético pode ser utilizado em esfregaços hemorrágicos para lise das hemáceas

e) O Bouin é o fixador ideal para realização de imunocitoquímica em esfregaços citológicos

 

73. A lesão chamada "displasia pós-irradiação" da cérvice uterina ou vagina, caracteriza-se por todas as afirmativas abaixo, exceto:

a) É de fácil identificação colposcópica

b) Tem comportamento biológico pouco conhecido

c) Pode ocorrer de 6 meses a 20 ou mais anos após a radioterapia

d) Seu comportamento biológico não pode ser previsto pelo aspecto citológico

e) O seu aspecto citológico é uma combinação dos efeitos da radiação e displasia

 

74. Assinale a alternativa incorreta:

a) Donovanose pode ser diagnosticada citologicamente através da identificação de corpúsculos baciliformes encapsulados no interior de células mononucleadas coradas pelo Giemsa.

b) Microorganismos de 1 a 5 mm de diâmetro, localizados dentro de macrófagos com halo claro em volta, com unibrotamento demonstrado pela impregnação argêntica caracteriza a histoplasmose

c) Presença de multibrotamentos em fungos observados em material de punção aspirativa sugerem o diagnóstico de Paracoccidioidomicose

d) Estruturas em meia lua, coradas pela Prata em citologia de escarro sugerem o diagnóstico de pneumocistose

e) O diagnóstico de micose sistêmica não pode ser feito sem cultura do material

 

75. De acordo com os critérios do Sistema Bethesda, para ser considerado satisfatório, um espécime citológico deve conter:

a) Identificação, informações clínicas pertinentes e presença de células endocervicais e/ou metaplásicas.

b) Informações clínicas, mais de 10% de células escamosas bem preservadas, células endocervicais e/ou metaplásicas.

c) Informações clínicas, mais de 10% de células escamosas bem preservadas, identificação e células endocervicais e/ou metaplásicas em mulheres com cérvice.

d) Identificação, informações clínicas, presença de células endocervicais em mulheres com cérvice.

e) Identificação, informação clínica, mais de 10% de células escamosas bem preservadas com presença de células parabasais.

 

76. Descreva os passos fundamentais na técnica de citologia aspirativa ressaltando os cuidados para obtenção de um material adequado.

 

77. Descreva os pontos fundamentais na implementação de um sistema de controle de qualidade em um laboratório de citopatologia, detalhando qual tipo de citologia deve ser obrigatoriamente revisto pelo citopatologista.

 

78. Quais são os requisitos mínimos para considerar uma citologia aspirativa de mama como sendo suficiente para diagnóstico.

 

79. Faça uma análise comparativa das principais classificações cito-histológicas das lesões epiteliais proliferativas da cérvice uterina e discuta o papel do HPV nestas classificações.

 

80. Esquematize os principais achados citológicos, histológicos, imunohistoquímicos e ultraestruturais que permitem o diagnóstico diferencial entre adenocarcinoma e mesotelioma.