Concurso para Obtenção do Título de
 Especialista em Citopatologia
1998
Prova Teórica



NOME:_____________________________________________

 

Sr. candidato:

Leia com atenção antes de responder.

Cada questão tem apenas um quesito correto.

 

1. Pseudo-inclusões são achados frequentes nas seguintes neoplasias, exceto:

a) Melanoma

b) Mesotelioma

c) Meningeoma

d) Carcinoma papilar da tireóide

e) Carcinoma broquíolo-alveolar

 

2. As principais causas de "falsos positivos" na citologia urinária são:

a) instrumentação, litíase, infecção bacteriana, radioterapia

b) litíase, radioterapia, fibrina, muco e metaplasia

c) coágulos sanguíneos, fibrina, muco e cateterização

d) infecção bacteriana, muco e radioterapia

e) instrumentação, fibrina, quimioterapia

 

3. Células com citoplasma escasso, núcleos alongados e irregulares e nucléolos inconspícuos em citologia de gânglio linfático devem ser classificadas como:

a) centroblastos

b) centrocitos

c) imunoblastos

d) plasmablastos

e) plasmócitos

 

4. Em relação a citologia aspirativa do pâncreas podemos dizer que:

a) é contra-indicada por causar fístulas pancreato-cutâneas com muita frequência.

b) a dosagem de amilase em material obtido por punção não auxilia no diagnóstico de pseudo-cistos.

c) cistoadenomas serosos são os tumores pancreáticos mais frequentemente diagnosticados por este método.

d) presença de grupamentos celulares epiteliais em arranjos papilíferos obtidos em punção de tumor pancreático de mulheres jovens favorece o diagnóstico de insulinoma.

e) presença de pequenos grupamentos de células ductais , em monocamadas e com discreta variação do tamanho nuclear favorece pancreatite crônica em relação a adenocarcinoma bem diferenciado.

 

5. São lesões associadas a infecção pelo HPV todas as seguintes, exceto:

a) Neoplasia cervical intraepitelial

b) Condilomata lata

c) Epidermodisplasia verruciforme

d) Carcinoma invasor do colo uterino

e) Condilomata acuminatum

 

6. De entre as várias técnicas de detecção do HPV, a mais sensível é:

a) Imunocitoquímica

b) Captura híbrida

c) PCR

d) Southern-blotting

e) Hibridação in situ

 

7. O processo de transformação maligna pelo HPV está associado a todos os seguintes eventos, exceto:

a) Integração do genoma viral no genoma da célula hospedeira

b) Transcrição descontrolada dos genes E6 e E7 do vírus

c) Interação com a proteína do gene P53

d) Falência de transcrição de genes precoces do vírus

e) Interação com a proteína do gene do Retinoblastoma

 

8. Em relação a infecção por HPV no colo do útero, todas as afirmações são corretas, exceto:

a) A maioria das infecções progride para neoplasia intraepitelial cervical de grau I

b) A persistência da infecção é importante para a progressão neoplásica

c) A regressão pode ser parcial dando origem a uma infecção latente

d) Co-fatores adicionais são importantes para progressão das lesões in situ para o estadio invasor

e) A maioria das infecções regride espontaneamente com normalização do epitélio

 

9. Os tipos de HPV que mais frequentemente se associam a transformação maligna no colo do útero são:

a) HPV 6, 11, 16 e 18

b) HPV 16,18, 31, 45

c) HPV 6,16, 18,31

d) HPV 6, 11, 31 e 45

e) HPV 11, 31 e 18

 

10. De acordo com os critérios do Sistema Bethesda, para ser considerado satisfatório, um espécime citológico deve conter:

a) Identificação, informações clínicas pertinentes e presença de células endocervicais e/ou metaplásicas.

b) Informações clínicas, mais de 10% de células escamosas bem preservadas, células endocervicais e/ou metaplásicas.

c) Informações clínicas, mais de 10% de células escamosas bem preservadas, identificação e células endocervicais e/ou metaplásicas em mulheres com cérvice.

d) Identificação, informação clínica, mais de 10% de células escamosas bem preservadas com presença de células parabasais.

e) Identificação, informações clínicas, presença de células endocervicais em mulheres com cérvice.

 

11. Em relação as atipias de significado não determinado em células escamosas ("ASCUS"), é correto afirmar que:

a) Quando usado com critério este diagnóstico citológico não deve exceder de 2 a 3 vezes os diagnósticos de lesões intraepiteliais escamosas.

b) O seguimento citológico da maioria das mulheres com esse diagnóstico citológico irá demonstrar lesões intraepiteliais escamosas de alto grau.

c) Corresponde aos quadros citológicos anteriormente descritos como de paraceratose.

d) A presença de células parabasais isoladas, com irregularidade de membrana nuclear e hipercromasia caracterizam um dos quadros citológicos enquadrados neste diagnóstico.

e) Não são descritos em esfregaços de mulheres na pós-menopausa.

 

12. Criança de 1 ano com tumoração abdominal. Citologia aspirativa mostra quadro celular heterogêneo, com células isoladas de citoplasma escasso e núcleos redondos, hipercorados com nucléolos inconspícuo; células fusiformes e células agrupadas em arranjos glanduliformes. O diagnóstico mais provável é:

a) Neuroblastoma

b) Nefroblastoma

c) Mesotelioma

d) Linfoma de Burkitt

e) Carcinoma de supra-renal

 

13. Esfregaço cérvico-vaginal demonstrando polimorfonucleares neutrófilos, fragmentos de citoplasma, núcleos nús, células escamosas com halo perinuclear, juntamente com estruturas piriformes mal coradas ao lado de agentes biológicos constituídos por filamentos retilíneos, sem bifurcações. Os agentes etiológicos deste processo inflamatório, detectados pela citologia são:

a) Pseudo-hifas de Cândida sp. e Trichomonas vaginalis

b) Gardnerella vaginalis e Lactobacilos

c) Trichomonas vaginalis e Leptotrix vaginalis.

d) Aspergillus e flora cocácea.

e) Trichomonas vaginalis e Mobiluncus sp.

 

14. Citologia de tireóide mostrando elevada celularidade com grupos de células foliculares isoladas e agrupadas, com citoplasma por vezes amplo e acinzentado na coloração de Giemsa e núcleos redondos com pequeno nucléolo. Na periferia do citoplasma de algumas células observa-se sinal em "chama de vela". Não há colóide, nem macrófagos. Este quadro citológico provavelmente corresponde a:

a) Doença de Graves

b) Carcinoma folicular

c) Carcinoma papilar

d) Tireoidite de Hashimoto

e) Bócio colóide

 

15. É considerado o principal indicador citológico de infecção por clamídia:

a) Vacúolos intracitoplasmáticos em células escamosas superficiais e intermediárias.

b) Vacúolos perinucleares em células superficiais e hipercromasia.

c) Vacúolo perinuclear em células metaplásicas e endocervicais, orangeofilia e hipercromasia.

d) Vacúolos intracitoplasmáticos múltiplos em células endocervicais e hipercromasia.

e) Vacúolos citoplasmáticos de membrana rígida rechaçando o núcleo em células metaplásicas.

 

16. Em relação a citologia aspirativa de gânglios linfáticos é incorreto afirmar que:

a) Permite subclassificar os linfomas de Hodgkin

b) A coloração de Giemsa é preferencial para classificar os linfomas não-Hodgkin

c) Hiperplasias linfóides devem ser distinguidas dos linfomas de baixo grau

d) Permite o diagnóstico e instalação imediata da conduta nos linfomas de alto grau

e) Permite o diagnóstico diferencial entre carcinoma da nasofaringe e linfoma

 

17. Qual dos seguintes quadros citológicos descritos abaixo não é consistente com alterações reparativas ?

a) Células escamosas, em pequenos agrupamentos, com discreta hipercromasia, nucléolos múltiplos e proeminentes.

b) Grupos de células escamosas com discreto aumento do volume nuclear, cariopicnose, nucléolos múltiplos e proeminentes e citoplasma com halo perinuclear.

c) Células isoladas, hipercromáticas, com carioteca irregular, exsudato inflamatório e citoplasma queratinizado.

d) Células glandulares, em pequenos agrupamentos, com vacúolos citoplasmáticos, cromatina homogênea e nucléolos evidentes.

e) Células parabasais com aumento do volume nuclear, exsudato inflamatório e fundo basofílico granular grosseiro.

 

18. Os genes BRCA 1 e BRCA 2 conferem susceptibilidade aumentada ao câncer da mama feminino e também aos seguintes tipos de câncer, respectivamente:

a) Estômago e endométrio

b) Câncer da mama masculino e de pulmão

c) Ovário e endométrio

d) Ovário e câncer da mama masculino

e) Câncer da mama masculino e endométrio

 

19. Em um esfregaço cérvico-vaginal de uma paciente apresentando lesões ulcerativas, do tipo afta, em cavidade bucal e na vagina, espera-se encontrar:

a) Células epiteliais escamosas multinucleadas, com amoldamento e cromatólise.

b) Inclusões citoplasmáticas com membrana nítida, eosinofílicas e perinucleares.

c) Exsudato purulento, fibrina, hemácias e células epiteliais.

d) Inclusões basofílicas intra-nucleares, circundadas por halo claro.

e) Placas de células epiteliais com inúmeros filamentos de tipo pseudo-hifas.

 

20. Paciente na 40º semana de gestação com exame citológico do líquido amniótico revelando possibilidade de morte fetal. Assinale o achado que induziu a esta hipótese e a técnica de coloração melhor indicada para o esfregaço:

a) Células naviculares - Shorr

b) Células anucleadas - Feulgen

c) Células colunares ciliadas - sulfato azul de nilo

d) Escamas - PAS

e) Células colunares ciliadas - Carmin de Best

 

21. Em relação aos aspectos citológicos da citologia dos tumores de tireóide é correto afirmar que:

a) Aspectos papilares nunca são observados nos carcinomas pouco diferenciados

b) A relação núcleo-citoplasmática é util na distinção dos tumores foliculares

c) Fendas intranucleares são um critério mais seguro do que as inclusões nucleares para o diagnóstico de carcinoma medular

d) Aspectos plasmocitóides das células podem ser observados nos carcinomas foliculares

e) Presença de necrose e polimorfonucleares podem obscurecer as células neoplásicas em punções de carcinoma anaplásico.

 

22. Paciente na pós menopausa com índice de maturação celular persistente de 0/40/60 provavelmente é portadora de qual das patologias abaixo citadas:

a) Cistadenoma seroso do ovário

b) Tumor de células de Sertoli-Leydig do ovário

c) Tumor adrenal virilizante

d) Tumor de células da granulosa do ovário

e) Síndrome de Stein-Leventhal

 

23. O carcinoma mamário com células em anel de sinete é mais frequentemente uma variante do carcinoma:

a) Medular

b) Papilifero

c) Adenóide cístico

d) Mucinoso

e) Lobular

 

24. Paciente de 35 anos, esfregaço cérvico-vaginal apresentou abundantes linfócitos em vários estágios de maturação ao lado de células escamosas metaplásicas. O diagnóstico é consistente com:

a) Infecção por HPV

b) Linfoma de alto grau

c) Cervicite granulomatosa

d) Cervicite folicular

e) Cervicite por gonococos

 

25. Fazem parte do citoesqueleto celular, exceto:

a) Nucléolo

b) Filamentos intermediários

c) Microtúbulos

d) Tonofilamentos

e) A e B estão corretas

 

26. Segundo as recomendações do Sistema Bethesda uma adequada representação da zona de transformação/endocervical consiste de:

a) Cerca de 10% de células do esfregaço correspondentes a células endocervicais ou metaplásicas bem preservadas.

b) Presença de células endocervicais independente de sua quantidade.

c) Dois grupamentos de células endocervicais e/ou metaplásicas bem preservadas, cada grupo com pelo menos 5 células.

d) Cerca de 50% das células do esfregaço correspondentes a células endocervicais ou metaplásicas.

e) Dois grupamentos de células endocervicais bem preservadas através de toda a lâmina.

 

27. Esfregaço citológico cérvico-vaginal contendo células escamosas de tipo superficial com núcleos de cromatina densa, por vezes binucleadas, halo perinuclear com rima densa de citoplasma em torno, deve ser classificado de acordo com as recomendações da Sociedade Brasileira de Citopatologia como:

a) Lesão intraepitelial escamosa de baixo grau

b) Alterações citopáticas devido a infecção pelo Papilomavirus

c) Neoplasia intraepitelial cervical Grau I

d) Classe III - Displasia Leve

e) Alteração de células escamosas de significado não determinado ("ASCUS")

 

28. Em relação a citologia aspirativa de glândulas salivares é incorreto afirmar que:

a) na punção dos tumores de células de Warthin pode obter-se material cístico

b) o estroma dos tumores mistos é metacromático pela coloração de Giemsa

c) no carcinoma adenóide-cístico observam-se glóbulos vermelhos ou róseos bem definidos pela coloração de Giemsa

d) é frequente o achado de estroma metacromático no adenoma de células basais.

e) a coloração de Papanicolaou é útil no diagnóstico dos carcinomas muco-epidermóides

 

29. Em geral são observados no interior das células:

a) Tricomonas, herpes, gardnerella

b) Clamídia, bacilos de Doderlein, Candida sp

c) Citomegalovírus, herpes vírus, Gardnerella

d) Histoplasma, corpos de Donovan, Clamídia

e) Candida sp, Tricomonas, bacilos de Doderlein

 

30. A melhor região para se colher esfregaços para avaliação hormonal colpocitológica é:

a) Endocérvice

b) Fundo de saco

c) Parede lateral da vagina

d) Cavidade uterina

e) Vulva

 

31. Em relação aos tumores mullerianos mistos malignos do útero é correto afirmar que:

a) São tumores formados por um componente glandular benigno e um componente mesenquimal maligno.

b) São tumores que embora tenham fenótipo misto parecem originar-se de células epiteliais.

c) São tumores frequentes na faixa etária entre os 20 e 40 anos.

d) São tumores formados por um componente glandular maligno e um componente mesenquimal benigno.

e) São tumores com comportamento local agressivo mas que não metastatizam.

 

32. Em relação aos tumores ovarianos, é correto afirmar que:

a) Os tumores de Brenner são derivados do estroma dos cordões-sexuais

b) Os teratomas imaturos são os tumores de células germinativas mais frequentes.

c) Os tumores endometrióides são quase sempre malignos e bilaterais e derivam do epitélio celômico.

d) Os tumores mucinosos são quase sempre bilaterais e benignos e derivam do epitélio celômico.

e) Os tumores serosos são derivados do epitélio celômico e representam 10% de todos os tumores ovarianos.

 

33. Paciente feminina de 50 anos, com nódulo mamário doloroso foi submetida à punção aspirativa. O quadro citológico foi de células inflamatórias, necrose, macrófagos com citoplasma multivacuolizado, células gigantes e raras células escamosas. O diagnóstico mais provável é:

a) Mastite plasmocitária (ectasia ductal)

b) Mastite subareolar recidivante

c) Mastopatia diabética

d) Adenoma da papila

e) Necrose de gordura

 

34. De acordo com a nomenclatura citológica recomendada pela Conferência de Bethesda para citologia mamária, as lesões proliferativas com formações tubulares devem ser enquadradas dentro do gupo:

a) Benigno

b) Atípico/Indeterminado

c) Suspeito/Provavelmente maligno

d) Maligno

e) Insatisfatório

 

35. Dentre as variáveis relacionadas abaixo, assinale o grupo que melhor representa os fatores prognósticos bem estabelecidos para o carcinoma de mama:

a) Tamanho do tumor, tipo e grau histológico, status da axila, receptores hormonais, índice proliferativo.

b) Tamanho do tumor, tipo e grau histológico, status da axila, receptores hormonais, p53, c-erbB-2, índice proliferativo e angiogênese.

c) Tamanho do tumor, tipo e grau histológico, status da axila, expressão do p53.

d) Tamanho do tumor, receptores hormonais, p53, c-erbB-2, angiogênese e índice proliferativo.

e) Tipo histológico, status da axila, receptores hormonais, p53, c-erbB-2 e angiogênese.

 

36. Paciente de 17 anos, com desconforto abdominal e perda de peso acentuada. A tomografia computadorizada mostrou volumoso tumor abdominal que foi submetido a citologia aspirativa. Citologicamente observou-se células neoplásicas, agrupadas e isoladas, com citoplasma escasso e núcleos de cromatina irregular e nucléolos inconspícuos. O estudo imunocitoquímico mostrou positividade para citoqueratina, vimentina, desmina e NSE. O estudo citogenético mostrou translocação 11;22. O provável diagnóstico é:

a) Mesotelioma de pequenas células

b) Nefroblastoma

c) Linfoma de Burkitt

d) Tumor desmoplásico de pequenas células

e) Tumor neuroectodérmico periférico

 

37. Qual o calibre máximo da agulha admitido para utilizar na realização de citologia aspirativa por agulha fina:

a) 0.4 mm

b) 0.8 mm

c) 0.7 mm

d) 0.6 mm

e) 0.3 mm

 

38. O esfregaço em dois tempos deve ser utilizado:

a) Sempre

b) Quando o material aspirado é escasso

c) Quanto o material aspirado é líquido ou semi-líquido

d) Quanto o material aspirado é hemorrágico

e) Alternativas c e d estão corretas

 

39. Agentes que por si sós não são cancerígenos mas que podem diminuir o período de latência são denominados de:

a) Iniciadores

b) Mutagênicos

c) Oncogênicos

d) Promotores

e) Co-iniciadores

 

40. São causas de falso positivo em citologia pulmonar, exceto:

a) Pneumonia lipoidica

b) Infarto pulmonar

c) Broncopneumonia

d) Bronquiectasias

e) Infecções micóticas

 

41.Em relação a citologia pulmonar, é incorreto afirmar que:

a) A positividade do exame de escarro em pacientes com carcinoma de pulmão, considerando-se uma única amostra é de cerca de 40 a 60%

b) O escarro pós-broncoscopia apresenta uma taxa de positividade maior que o colhido antes da broncoscopia.

c) A concordância do diagnóstico cito-histológico em citologia pulmonar é de apenas 30%.

d) A maior dificuldade no diagnóstico diferencial de neoplasias pulmonares na citologia é entre carcinoma epidermóide pouco diferenciado e carcinoma de grandes células

e) É possível fazer o diagnóstico de carcinoma de pequenas células em citologia de lavado brônquico.

 

42. Qual das situações abaixo não deve ser diagnosticada em citologia aspirativa da mama:

a) Fibroadenoma

b) Carcinoma ductal

c) Tumor papilífero

d) Hiperplasia ductal atípica

e) Mastite subareolar recidivante

 

43. Qual a apresentação citológica mais típica do carcinoma transicional "in situ" quando se examina um sedimento urinário:

a) células grandes, anaplásicas, isoladas com escasso citoplasma.

b) grupos de células uroteliais bem diferenciadas

c) células grandes com abundante citoplasma eosinofílico

d) células grandes com abundante citoplasma contendo inclusões eosinofílicas

e) células isoladas com nucléolos evidentes e amplo citoplasma

 

44. Em relação as atipias de células glandulares de significado não determinado (AGUS), é incorreto afirmar que:

a) Engloba atipias tanto em células endocervicais como endometriais

b) O diagnóstico deve ser qualificado, se possível, para indicar se as células são de origem endocervical ou endometrial

c) Atipia de células endometriais deve ser subclassificada entre provavelmente reativa ou provavelmente neoplásica

d) pode ser definida como atipias em células glandulares que excedem os aspectos reactivos mas que não tem achados inequívocos de adenocarcinoma invasivo

e) Atipia de células endocervicais deve ser subclassificada entre provavelmente reativa ou provavelmente neoplásica

 

45. Em relação a citologia aspirativa de mama é incorreto afirmar que:

a) É limitada na distinção entre hiperplasia atípica e carcinoma ductal in situ de baixo grau

b) Permite o diagnóstico definitivo de carcinoma papilifero

c) Quando associada a clínica e mamografia pode indicar a terapia definitiva sem exame de congelação trans-operatório

d) Permite o estudo de factores prognósticos como receptores hormonais

e) Pode ser feita em lesões não palpáveis através de estereotaxia.

 

46. Uma boa evidência de que a membrana nuclear de uma célula é composta por filamentos de cromatina reside no fato de que durante a mitose normal esta membrana desaparece completamente.

a) A afirmação e a razão são verdadeiras e relacionadas

b) A afirmação e a razão são verdadeiras mas não relacionadas

c) A afirmação é verdadeira e a razão é falsa

d) A afirmação é falsa e a razão verdadeira

e) Ambas são falsas.

 

47. Em relação ao índice de maturação 0/100/0, é incorreto afirmar que:

a) É fisiológico no período de 3 a 4 anos antes do início da menstruação.

b) É modificado após administração de progesterona exógena.

c) Pode ser encontrado em mulheres jovens após castração.

d) É normal durante a gravidez.

e) É encontrado em mulheres com amenorréia secundária.

 

48. Em relação ao adenocarcinoma endocervical, é incorreto afirmar que:

a) Em alguns casos está relacionado a infecção pelo HPV

b) A literatura registra aumento de sua incidência

c) É frequentemente positivo para CEA e vimentina

d) Pode ser detectado no exame citológico

e) Em sua fase "in situ" deve ser distinguido da metaplasia tubária

 

49. Em um tumor ovariano foram observados corpos de Call-Exner, o diagnóstico mais provável é:

a) Tumor do seio endodérmico

b) Tumor de células da granulosa

c) Tumor de células do hilo

d) Carcinoma embrionário

e) Tumor de células de Sertoli-Leydig

 

50.Paciente de 23 anos com lesão ulcerada extensa na vulva, de aspecto granulomatoso e necrótico. O raspado da lesão, corado pelo Giemsa, mostrou numerosos leucócitos, células epiteliais reativas e células mononucleadas com núcleo excêntrico e citoplasma ocupado por corpúsculos baciliformes encapsulados. O diagnóstico é:

a) Cancróide

b) Herpes vírus

c) Donovanose

d) Linfogranuloma venéreo

e) Clamídia

 

51. Representam critérios citológicos para o diagnóstico de carcinoma papilar, exceto:

a) Aspecto metaplásico das células

b) Irregularidade e fendas nucleares

c) Arranjos tridimensionais das células

d) Corpos psamomatosos

e) Presença de nucléolos

 

52. Em um esfregaço corado pelo Papanicolaou você deseja realizar a pesquisa de receptores de estrógeno através de imunocitoquimica. Para descorar a lâmina deve ser usado:

a) xilol

b) o uso de qualquer substância removedora impedirá a realização da imunocitoquimica

c) ácido acético

d) tripsina

e) ácido clorídrico

 

53. São achados citológicos de lesão epitelial proliferativa, exceto:

a) Grupos de 10 a 20 células com bordas irregulares, frequentemente dobradas

b) Células isoladas com citoplasma preservado

c) Grupamentos com células de diferentes formas

d) Presença de núcleos nús no fundo do esfregaço

e) Núcleos com cromatina finamente granular com nucléolo pequeno

 

54. Dos tipos histológicos de carcinoma da mama, qual dos abaixo citados não pode ser diagnosticado em definitivo pela citologia aspirativa:

a) Carcinoma medular típico

b) Carcinoma mucinoso

c) Carcinoma tubular

d) Carcinoma epidermóide

e) Carcinoma ductal

 

55. Em relação a coloração de Giemsa é incorreto afirmar que:

a) produz um detalhe mais preciso da cromatina nuclear

b) uma das vantagens do seu uso em punção aspirativa é devido a possibilidade de identificar metacromasia das células e substâncias mucóides

c) permite a identificação dos corpos linfo-glandulares nas punções de tecido ou neoplasia linfóide

d) deve ser utilizado em punção de tireóide pois permite identificar sinais de hiperfunção em casos de hipertireoidismo

e) identifica com facilidade o estroma dos adenomas pleomórficos da glândula salivar

 

56.Na coloração de Papanicolaou após corarmos a lâmina pelo EA, iremos cobrir a preparação com bálsamo e lamínula. Para isto necessitamos de mais duas etapas. Quais são elas e em que sequência:

a) hidratar e clarificar

b) desidratar e clarificar

c) hidratar e desidratar

d) clarificar e desidratar

e) clarificar e hidratar

 

57. Em relação aos tumores musculares lisos do corpo uterino, é correto afirmar que:

a) São mais frequentemente malignos.

b) Ao contrário dos carcinomas do endométrio não tem receptores hormonais.

c) O pleomorfismo nuclear é o critério principal para definir seu comportamento biológico.

d) Nas variantes mixóides o achado ocasional de mitoses é suficiente para classificá-los como malignos.

e) Embora possuam morfologia de músculo liso não costumam expressar alfa-actina.

 

58. Paciente de 30 anos com queixas de amenorréia e infertilidade realiza exame citológico cérvico-vaginal que mostra células escamosas superficiais e intermediárias com maturação habitual porém sem cromatina sexual. O diagnóstico mais provável é:

a) Síndrome de Turner

b) Síndrome de Feminização testicular

c) Síndrome de Stein-Leventhal

d) Amenorríea secundária a anorexia nervosa

e) Pseudohermafroditismo masculino

 

59. Criança de 6 anos, ao realizar uma punção liquórica para estadiamento de linfoma o quadro citológico revela células hematopoéticas, tanto da linhagem eritropoética como leucopoética em vários estágios de maturação. Este quadro sugere:

a) Contaminação laboratorial ou troca de material

b) Envolvimento das meninges pelo linfoma

c) Punção óssea vertebral acidental inadvertida

d) Presença de foco hematopoético nas leptomeninges

e) Anemia aplástica

 

60. Paciente de 19 anos de idade com história de ressecção de tumor ósseo no fêmur há 3 anos. Atualmente com nódulo pulmonar, cuja punção aspirativa mostra neoplasia constituída por células pequenas isoladas de citoplasma escasso e núcleos redondos de cromatina fina e pequenos nucléolos. A imunocitoquímica mostrou forte positividade destas células para MIC 2 (CD 99). O diagnóstico mais provável é:

a) Carcinoma neuroendócrino

b) Metástase de Osteossarcoma

c) Metástase de Sarcoma de Ewing

d) Metástase de condrossarcoma

e) Linfoma de Hodgkin

 

61. O principal objetivo da avaliação da qualidade de um esfregaço cervical é:

a) Controlar a qualidade do exame ginecológico

b) Controlar a qualidade do laboratório de citopatologia

c) Diminuir o índice diagnóstico de falsos-positivos

d) Aumentar a possibilidade de se diagnosticarem lesões epiteliais significativas

e) Estimular o desenvolvimento de campanhas de prevenção do câncer do colo uterino

 

62. Em relação a citologia dos tumores do sistema nervoso central, é incorreto afirmar que:

a) O exame citológico do líquor tem boa acuidade na detecção de recidiva de meduloblastomas

b) Ependimoma deve ser diferenciado de adenocarcinoma em citologia do líquor

c) Citologia de meningite viral é caracterizada pela presença de linfócitos ativados, plasmócitos e monócitos.

d) Células dos gliomas podem conter pigmento melânico.

e) Presença de células ependimárias no liquor são diagnósticas de tumores cerebrais primitivos.

 

63. Iluminação de Koehler é um dos métodos de alinhamento ótico do microscópio mais universalmente aceito. Este método é muito importante em citologia, porque:

a) demonstra a quantidade de luz que vem do condensador e que pode ser controlada pela abertura do diafragma.

b) mostra que o tamanho do campo microscópico pode ser controlado regulando a abertura do diafragma

c) contradiz a teoria que a eliminação do excesso de luz é o principal fator do contraste bem definido das imagens

d) permite iluminação uniforme do campo microscópico e máxima resolução do detalhe microscópico

e) permite obter o máximo de contraste com o mínimo de luz.

 

64. Paciente de 32 anos, HIV positiva foi hospitalizada com febre e dispnéia. O estudo radiológico demonstrou envolvimento pulmonar difuso com infiltrado alveolar sugestivo de Pneumocystis carinii. Como não respondeu ao tratamento foi submetida a punção aspirativa que revelou a presença de microorganismos de 1 a 5 ?m de diâmetro, localizados dentro de macrófagos com halo claro em volta. A coloração pela Prata demonstra que alguns desses microorganismos mostra unibrotamento. O quadro é compatível com:

a) Coccidioidomicose

b) Histoplasmose

c) Leishmaniose

d) Criptococose

e) Paracoccidioidomicose

 

65. Todos são agentes de doença sexualmente transmissível, exceto:

a) Trichomonas vaginalis

b) Chlamydia trachomatis

c) Actinomyces

d) Herpes virus

e) Neisseria gonorraeae

 

66. Paciente do sexo masculino de 61 anos mostra líquido pleural com celularidade elevada, constituído por células de mesma aparência, agrupadas em grandes e pequenos grupos e isoladas. Estas células tem discreta alteração da relação núcleo-citoplasmática, com citoplasma denso, núcleos ovóides com nucléolo evidente e cromatina grosseira. O estudo imunocitoquímico revelou positivade destas células para citoqueratinas de baixo peso molecular, HBME-1 e negatividade para CEA e B72.3. O diagnóstico mais provável é:

a) Mesotelioma

b) Adenocarcinoma metastático

c) Células mesoteliais reativas

d) Linfoma

e) Metástase de carcinoma de mama

 

67. Do ponto de vista técnico temos possibilidade de melhorar os esfregaços hemorrágicos através da lise das hemáceas. Qual a melhor substância para este fim:

a) álcool a 95%

b) acetona pura

c) bicloreto de mercúrio

d) formol a 10%

e) solução de ácido acético

 

68.Hemácias com tonalidade verde escuro em esfregaços vaginais corados de rotina (Papanicolaou) indicam:

a) anemia perniciosa

b) anemia falciforme

c) deficiência de ácido fólico

d) hemorragia antiga

e) que a eosina deve ser trocada

 

69. O achado citológico de numerosos eosinófilos em material colhido de lesões bolhosas de recém-nascido deve alertar o pediatria para pesquisa da seguinte patologia:

a) Pênfigo vulgar

b) Incontinência pigmentar

c) Molusco contagioso

d) Herpes virus

e) Mastocitose

70. O princípio da coloração de Feulgen baseia-se na sua ligação estequiométrica com:

a) RNA

b) DNA

c) Muco

d) Ribossomas

e) Glicogênio

 

71. Em relação a citometria de DNA é incorreto afirmar que:

a) pode ser realizada tanto em suspensões celulares, como em esfregaços em lâminas.

b) costuma-se observar mais aneuploidia na citometria estática do que na de fluxo quando comparamos as mesmas amostras.

c) pode ser útil na distinção entre molas hidatiformes parciais e completas.

d) material previamente corado pelo Giemsa não pode ser utilizado para esta análise.

e) lesões pré-neoplásicas como as hiperplasias ductais da mama podem mostrar aneuploidia.

 

72. Os principais critérios citológicos que permitem o diagnóstico diferencial entre uma lesão intraepitelial escamosa de alto grau de um carcinoma epidermóide invasivo são:

a) Presença de pleomorfismo mais acentuado nos carcinomas.

b) Presença de mitoses nas células do carcinoma invasivo.

c) Presença de paraqueratose polimorfa e macronucléolos.

d) Presença de nucléolo e diátese tumoral.

e) Presença de hipercromasia mais acentuada nas lesões intraepiteliais escamosas

 

73. Em relação a citologia de derrames cavitários ricas em linfócitos de aparência madura, é correto afirmar que:

a) Quando há predomínio de linfócitos B o infiltrado é muito provavelmente neoplásico.

b) A proporção de 7:1 na determinação das cadeias kappa e lambda é considerada como limite na determinação da clonalidade

c) Sempre correspondem a neoplasias como linfomas/leucemias linfocíticas bem diferenciadas

d) Não permitem o diagnóstico definitivo e sempre requerem biópsia pleural para estudo imunohistoquímico.

e) Quando associados à presença de plasmócitos e eosinófilos sugerem tuberculose.

 

74. Em relação ao carcinoma de próstata é correto afirmar que:

a) A citologia de secreção prostática é o método de eleição para o seu diagnóstico

b) A ausência de células basais favorece o diagnóstico de adenose sobre adenocarcinoma

c) A presença de grânulos intracitoplasmáticos avermelhados na coloração do Giemsa permite o diagnóstico de lesão benigna

d) Pode sofrer extensa metaplasia pavimentosa após tratamento hormonal

e) O diagnóstico de PIN I pode ser feito através da citologia aspirativa

 

75. Paciente de 50 anos com massa tumoral na região frontal. A citologia aspirativa mostrou blocos celulares com células agrupadas, de citoplasma preservado, núcleos frequentemente mostrando inclusões intranucleares e presença de focos de calcificação. O estudo imunocitoquímico mostrou positividade das células para EMA e vimentina e negatividade para citoqueratina e S100. O diagnóstico mais provável é:

a) Meningeoma

b) Schwanoma

c) Metástase de carcinoma papilífero da tireóide

d) Sarcoma epitelióide

e) Melanoma

 

76. Adenocarcinoma endocervical: etiopatogenia e lesões precursoras, achados citológicos e classificação histopatológica.

 

77. Quais os procedimentos de controle de qualidade que você utilizaria na supervisão de um citotécnico.

 

78. Descreva a terminologia proposta pelo Sistema de Bethesda para a citologia cérvico-vaginal e faça um comentário crítico sobre a mesma.

 

79. Descreva os principais passos na coleta de material de gânglios linfáticos por citologia aspirativa e os principais achados citológicos em hiperplasias linfóides, linfoma de Hodgkin e linfomas não-Hodgkin.

 

80. Esquematize um painel imunocitoquímico que você usaria na tentativa de esclarecer o sítio primário de uma metástase de carcinoma.